Constelação coletiva: o lugar dos negros no Brasil


Em 2018 fizemos um projeto de constelações para o Brasil. Foram 9 constelações, de março a novembro, trabalhando com o campo sistêmico do nosso país. Em muitas dessas constelações, emergiram as dores dos negros que chegaram aqui como escravos. Foram tantos millhões de pessoas vindas para cá que elas se tornaram um dos povos formadores do nosso país. Porém, devido às circunstâncias, não tiveram seu lugar devidamente reconhecido. Após a abolição em 1888, foram simplesmente abandonados à própria sorte, sem estrutura nem condições para iniciarem esta nova etapa da nossa história com mais dignidade e oportunidades. Quando houve uma forte necessidade de empregar pessoas nas lavouras brasileiras, ao invés de empregar os milhões de negros que não tinham emprego, iniciou-se um processo de chegada de imigrantes europeus no Brasil para suprir esta mão de obra. Os negros continuaram sem reconhecimento.. O tempo seguiu e aqui em 2019 os reflexos deste início da história seguem fortemente impregnados na nossa sociedade. Esta constelação nasceu da necessidade deste reconhecimento, das dores sentidas e de tão forte que é o status quo em que vivemos, talvez nem sejam claramente validadas. No campo sistêmico as dores sentidas por um são compensadas por outros sofrimentos do outro. Há sempre uma busca pelo equilíbrio entre o dar e receber, seja no amor ou na dor. Vamos trazer luz à este sistema, buscar um caminho de transformação das dores em compreensão, reconhecimento e reconciliação que constrói novas relações entre todos os envolvidos!

Informações: Dia 29 de maio

Horário: 19:30 Local: Campinas, SP

Contribuição: R$30,00

Contato e reserva: 19 982788892

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
  • Facebook - White Circle